25 de abril de 2017


http://peperomiaurbana.com.br/terrariosprosperos

Agrotóxicos, terra e dinheiro: a discussão que vem antes da prateleira

Há um novo projeto de lei tramitando para poder pulverizar inclusive áreas urbanas com agrotóxicos para poder eliminar os mosquitos vetores da dengue, chikungunya e zika. Isso é muito temerário. 

No Brasil há uma média de 148 mortes por agrotóxicos por ano, um a cada dois dias e meio, na área rural. 

E os estudos têm mostrado na verdade que esse uso tão intenso de veneno não é tão eficaz. Eficaz é saneamento básico.

Tem a Campanha Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, uma campanha nacional da sociedade civil que tem como uma das metas principais o fim da pulverização aérea. O Brasil hoje consome um quinto dos agrotóxicos utilizados no mundo.

Essa pauta ainda é tímida e mesmo assim sofre uma tremenda resistência. O ideal seria uma agricultura sem agrotóxicos. É uma questão ambiental para a humanidade. Não estamos nem engatinhando nisso ainda.

De 2000 a 2010 aumentou mais de 155% a quantidade de agrotóxicos por hectare no Brasil. 

Se formos falar por cultivo, a soja sozinha responde por quase metade de todo agrotóxico comercializado no Brasil. 
(70% da soja produzida é utilizada para alimentação do gado)*

É muito mais fácil os insetos enveredarem numa monocultura do que numa agricultura toda consorciada, com variedade de alimentos. 

Se tivéssemos seguido no caminho da reforma agrária, no sentido da agroecologia, da soberania alimentar, teríamos uma outra opção de inserção no mundo. 

Esses foram trechos retirados da entrevista com a geógrafa Larissa Mies Bombardi.
Leia a matéria completa: 
>>> http://www5.usp.br/107848/agrotoxicos-terra-e-dinheiro-a-discussao-que-vem-antes-da-prateleira/

*nota do blog


OBS: Nosso curso de Horta em Pequenos Espaços: http://bit.ly/edukhorta

10 de abril de 2017

Tem dias que a gente sente na pele como é um abraço de Luz

[Poderes e Surpresas de um Bom Workshop]


Olá!

Aqui é a Leticia, criadora da Peperômia Urbana, e eu quero trocar esta ideia com você sobre um acontecimento que envolve jardins e Luz...

Você vai saber agora um pouco do que rola nos bastidores do Sesc... ;)

Não sei se você sabe, a gente aqui na Peperômia tem investido muito na criação de cada vez mais conteúdos e cursos online...

Porque é uma forma de poder tocar o coração de cada vez mais pessoas.

E os cursos online dão tanto trabalho, são tantos os detalhes para deixar um curso 'redondo' para você fazer com compreensão e conforto...

Que às vezes parece que não dá tempo d'a gente fazer mais nada por aqui.

Mas, claro, há um bom motivo para tudo isso...

A versão online foi oficialmente escolhida como 'carro chefe' das oficinas por algumas razões facilmente explicáveis. Aqui estão algumas delas:

- você pode participar de qualquer lugar do mundo;
- você pode assistir as aulas em qualquer horário;
- o curso é mais longo e mais completo;
- a comunidade que se forma e o suporte para tirar suas dúvidas funcionam melhor e são mais duradouros.

Isso porque você não precisa estar naquela cidade, naquele horário e com aquela janela de tempo específicos para poder adquirir certos conhecimentos.

E, quando esqueceu um ou outro detalhe do que foi passado, pode revisar a aula quantas vezes quiser, porque ela fica disponível 24x7
(24hs x 7dias da semana).

Tudo isso é só uma palhinha dos benefícios pelos quais escolhemos investir nosso tempo e recursos muito mais no online do que no presencial.

E quando recebemos o convite do Sesc Pinheiros para ministrar um curso lá...

Surgiu o desafio:

Como podemos levar o máximo de benefícios para pessoas que vão ter apenas 4 aulas?

Uma vez que o desafio foi topado, o Universo começou a trabalhar em nosso favor :)

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor." - Johann Goethe

Poucos sabem dos bastidores do Sesc... Às vezes vão-se meses de apresentação de projeto e documentos para finalmente acontecer uma oficina lá.

Então,após conversas que rolavam desde 2016, dia 12/02/2017 estávamos lá eu, a Nana (nossa assistente nota 10), as plantas, os vidros... 

...a Peperômia Urbana e a Jardinagem Afetiva com Jardins Planetinhas.

Aí começaram os pequenos milagres que a gente deve perceber quando está no caminho certo...

Surpresa número 1: Cartaz no elevador

O Sesc fica cheio de oficinas e atividades praticamente todos os dias, enquanto o cartaz da programação tem, no máximo, 3 fotos.

Eu, Leticia, leonina que sou, não podia ficar mais contente por ver minha fotinho lá, eu e o Planetinha da Peperômia <3

Surpresa número 2: Lista de espera.

Nem pude divulgar o curso nas redes sociais... Porque as inscrições se esgotaram logo nos primeiros dias.

Mas teve gente que não se deu por vencida: tinha gente sentada em cadeiras e mesas extra para ficar de ouvinte e só absorver o conteúdo verbal, porque não conseguiu se inscrever.

Antes da surpresa n.3, iniciamos os trabalhos.

Minha intenção era de que a turma pudesse vivenciar...

...não só um formato novo de oficina...

...mas também uma forma nova de ver o mundo.

Assim, logo na primeira aula, contando com a participação de todos, criamos uma tabela de valores a serem seguidos em nossa pequena "comunidade sesc".

Valores que a gente sonha que estejam presentes em toda a comunidade maior, a nossa sociedade, estavam sendo implantados no nosso pequeno habitat.

Respeito, colaboração, carinho e união fazem parte da lista.

Com atividades simples e lúdicas, em cada aula que passava as pessoas iam se aprimorando no carinho...

Dia após dia desenvolvendo seu carinho pelos jardins, pelos colegas e pelo mundo.

Até que chegou a última aula, e essa era desafiadora por um detalhe:

Como você acha que está a sala de aula de um curso livre em uma sexta feira à tarde? 

E se, ainda por cima, for véspera de carnaval? 

E se, mais ainda, a previsão for de chuva?

'Chuva em uma tarde de sexta feira, véspera de carnaval?? Ah... sala vazia, com certeza!'

Concorda comigo?

É ou não é um pensamento sensato?

Aí chegou a 3a surpresa...

Sexta feira à tarde, previsão de chuva, véspera de carnaval e... Sala cheia!

U-A-U!!!

Que coisa mais linda de se ver!

Quer saber por quê?

Aqui, abaixo, você pode ler algumas palavras das alunas:

"Achei que seria um curso para aprender técnicas sobre as plantas... E foi bem mais intenso que isso.
Vou levar algumas dicas de como pensar mais no próximo, nos outros.
É um curso bem fora da caixinha, bem legal isso!"

"Na verdade o curso é sobre o que a gente faz crescer dentro da gente.
Agora observo mais o que estou cultivando dentro de mim. É um curso para mexer com 'sua própria terra'".

"É uma Jardinagem Afetiva, então são trabalhadas emoções... A gente faz uma revisão de conceitos de vida e aprende técnicas muito interessantes, exercícios que vão ser bons pra mim e para outras pessoas que estão precisando.
Dá vontade de dar Planetinhas para todo mundo!"

"É um curso que realmente abre a cabeça".




Sim... 

Ninguém que saiu daquela sala no último dia estava como quando entrou.

Missão cumprida.

Sou profundamente grata ao Sesc, a todos os alunos, ao Universo que abriu as portas para essa magia acontecer...

...E a você, por estar aqui ao nosso lado.

"Nada do que vivemos tem sentido se não tocarmos o coração das pessoas" - Cora Coralina

Um abraço de Luz!

Leticia Momesso


Nota da Equipe: 
O cartaz no elevador apresenta só a programação diária, ou seja, ele era trocado todos os dias. Durante os 6 dias em que a Peperômia esteve no Sesc (4 dias de curso + 2 oficinas abertas), todos os dias a foto da Leticia com o Planetinha estava presente. No último ela teve a surpresa de estar junto com Zélia Duncan... Ninguém pode segurar nossa capitã leonina depois dessa! :P












5 de abril de 2017

Jabuticaba na Lichia

Esses dias chegou até mim a seguinte pergunta:

"O que você faria se tivesse que começar tudo de novo?

E eu me dei conta de algo muito importante...
Que pode inspirar você a tomar algumas decisões assertivas na sua vida também :)
Por isso que resolvi compartilhar essa sacada com você :)

Imagine um momento quando uma pessoa planta uma semente de jabuticaba...
...essa semente vai nascer... e crescer...
Você vai ver que aquele pé vai se espichar para o céu, 
pode brotar mais para um lado... e para o outro...
...e no dia em que se tornar adulto, vai gerar jabuticabas.
Não vão ser mangas, nem cerejas. Serão jabuticabas.
Certo? 

Aí você pode pensar: o pé de jabuticaba está simplesmente sendo quem ele é.
Ele está seguindo sua natureza quando abre suas flores e atrai as abelhas para polinizá-las...
E as flores fazem cócegas se transformando em seus frutos...
E os galhos acolhem os passarinhos famintos...
...que levam as sementes para germinar em outro terreno e fazer uma árvore nova.

Com esse lindo trabalho em equipe, não lhe parece que o pé de jabuticaba vive bem feliz assim? :)

Agora olhe para você.
Você é um ser humano, certo?
Só que, enquanto o pé de jabuticaba crescia lá, todo pimpão na sua missão...
Você crescia com instruções de como falar, como se vestir, como sentar à mesa...
Mas não só isso!
Você também sentiu as podas da vida quando descobriu que não podia sentir o que sentia...
"é feio olhar", "é feio responder", "fala baixo", "engole o choro"...
"Diga que gostou do presente" (que você odiou).

Você cresceu sob as normas sociais de machucar a si mesma/o, de mentir para si e para os outros e de anular a si mesma/o.

E, pra completar, quando você virou adulta/o, você aprendeu que o dinheiro é muito importante "para tudo na vida". E, claro, que só algumas carreiras servem como caminho para você "ter sucesso".

Tenho certeza de que, com algumas pequenas diferenças, seu desenvolvimento foi mais ou menos assim. Não foi?

E aí eu lhe pergunto:
Onde está sua simplicidade? 

Diante de tantas modelagens de personalidade, você já se perguntou qual é seu fruto?

E então voltamos à pergunta inicial.

Se eu tivesse que começar tudo novamente...
Eu começaria pelo impossível.

Isso mesmo. 

Eu já comecei muitos projetos pensando ao contrário. E disposta a fazer "todo o possível".
Como você, eu também aprendi que "dinheiro é muito importante", então pensava em trabalhar com foco no dinheiro... 
Com talento, treino e criatividade, cheguei lá no tal sucesso financeiro...
E sabe o que? 
Descobri que "dinheiro traz felicidade" é uma balela sem tamanho.
Dinheiro traz conforto. E dinheiro traz os antidepressivos da farmácia até em casa...

Mas a felicidade está em outro lugar.
Como eu sei disso? Eu estive lá...

Então, para começar de novo, eu foco no impossível.

Porque, metaforicamente falando, eu enxergo a humanidade como uma infinidade de potenciais diferentes, com todas as cores, sabores e cheiros...
...Uma riqueza enorme de belezas e possibilidades...

...E todas tentando se encaixar na caixa da lichia. Ou da pitaia. 
Uns poucos são felizes... 
Mas a maioria absoluta sente que não pertence, que não é suficiente ou que está errado nesse rolê.
Não é?

Assim, eu começaria encontrando um meio de ajudar esses seres, tão lindos e diversos, a serem mais felizes. 
Um jeito de cada ser perceber que a sua diferença é exatamente onde está sua força. 
Um jeito de deixar também o mundo mais colorido, cheiroso...
E o dinheiro? O dinheiro é consequência de um trabalho de amor.

Então lhe pergunto de novo:
Qual é a sua simplicidade?
E que tal participar com a gente de um ambiente seguro e próspero para desenvolvê-la?

>>> Fazer Parte Agora



Um abraço de Luz!

Leticia Momesso
Criadora e Idealizadora da Peperômia Urbana
Jardins que Fazem Bem e Cabem em Qualquer Lugar


OBS: Sabe o que é mais louco? Foi assim que a Peperômia nasceu :)
...E é exatamente assim como eu me reinvento e começo de novo, todos os dias ;)