11 de novembro de 2017

Como a Terra Faz Você Feliz

Se você me conhece, sabe que eu sempre me pergunto:

Por que temos mais farmácias do que praças?

Enquanto a pergunta ecoa na mente, vamos falar de uma boa descoberta?

Micróbios que habitam o solo causam efeitos similares a antidepressivos no nosso cérebro :)

Sem efeitos colaterais ou riscos de dependência química, você pode aprender como mexer na terra vai fazer você se sentir mais feliz e mais saudável...

...continue lendo para ver como a sujeira da terra faz você mais feliz ;)


A medicina natural esteve presente na humanidade desde...sempre?

Esses remédios naturais incluem a cura para quase qualquer desarranjo físico, mental ou emocional... E os antigos curadores talvez não soubessem por que alguma coisa apresentava o efeito desejado... mas sabiam simplesmente que funcionava. E ponto.

Os cientistas modernos têm desvendado o porquê de várias plantas e práticas medicinais...

...e têm descoberto que a cura pela natureza é simplesmente parte do ciclo da vida. 

A Natureza é sábia!


Micróbios do Solo e a Saúde Humana

Você sabia que existe um antidepressivo no solo? É verdade.

Mycobacterium vaccae é a substância estudada pelos cientistas na Universidade de Bristol, Inglaterra...

E eles descobriram que essa bactéria causa os mesmos efeitos nos neurônios que as drogas como Prozac provocam.

É uma bactéria encontrada na terra que estimula a produção de serotonina...

...que faz você se sentir mais relaxada e feliz :)


A falta de serotonina é relacionada a depressão, ansiedade, transtorno obsessivo compulsivo e bipolaridade.

A bactéria se mostrou um antidepressivo natural no solo e não tem efeitos adversos.

Esses micróbios antidepressivos são tão simples de usar quanto brincar com terra... ;)


Todo jardinista sabe que seu jardim é seu paraíso pessoal...

...e que o fato de colocar a mão na terra eleva o humor e reduz o stress.

O fato de agora se ter uma ciência por trás dá uma credibilidade adicional para nossa solicitação de viciados em jardinagem  '/:-)

A presença de uma bactéria no solo que é antidepressiva não parece uma surpresa para nós, que sentimos na pele esse fenômeno... 

...Mas ter o respaldo da ciência é fascinante! :D 
[você se sente mais amparada/o e menos louca/o agora? hehehe]

A ciência também investiga o aperfeiçoamento das funções cognitivas e a melhoria para outras doenças, como artrite reumatóide.


Como acontece o aumento da sua felicidade

Micróbios antidepressivos presentes no solo causam o aumento de citocinas, que resulta na produção de altos níveis de serotonina.

Enquanto você está mexendo no seu jardim, você pode inalar essas bactérias...

...ter contato com elas pela pele [vamos desencanar daquele sabonete que mata tudo, né?] 

...ou ter acesso à sua corrente sanguínea através de algum corte na pele.

Os efeitos da bactéria podem ser sentidos por semanas ou meses após o contato.

Então vamos brincar mais na terra para ter uma vida incrível?






Traduzido e Inspirado em Gardening Know How

18 de outubro de 2017

Por Que Jardinagem Afetiva?

E, afinal... O que é isso?

Aqui quem escreve é Leticia Momesso...

e apesar de hoje eu estar realizada com meu trabalho, acordando pessoas para a Natureza que elas são com Jardins que Fazem Bem e Cabem em Qualquer Lugar...

Lá atrás, quando eu comecei a dar os primeiros passos de plantio com a Peperômia Urbana...

...eu acreditava que só o fato de eu fazer jardins já resolveria todos os meus problemas.

Só que a realidade não é assim, não.

Na minha mente estaria tudo certo: eu trabalharia com plantas, eu faria pequenos jardins para pequenos ambientes...

...eu seria feliz, minhas clientes seriam felizes, todo mundo ficaria feliz e tudo estaria resolvido.

Até descobrir que até fazer jardins pode se tornar uma atividade mecânica...

...e levar você a entrar no "piloto automático" até não lembrar mais por que você está fazendo aquilo.

Hoje observei os jardineiros da prefeitura ceifando as florzinhas espontâneas da calçada... 

"o mato"

...arrancam tudo só porque não reconhecem aquele ser como uma "planta nobre".

E percebi: Não há a sensibilidade para notar que o valor de uma planta não é o comercial.

Acredito que nós, como humanidade, somos aprendizes ainda...

Como crianças, temos muito para aprender sobre os mistérios do mundo e da vida.

Mas o mistério só é mistério até ter uma explicação...

...e a ciência descobriu, nos últimos anos, que o campo eletromagnético do coração é centenas de vezes mais potente que o do cérebro

~o que a gente sente é muito mais importante do que o que a gente pensa~

...E que as nossas emoções são capazes até de alterar o nosso DNA.

Está provado, cientificamente, que emoções positivas regulam nosso sistema imunológico, a produção de hormônios e a nossa saúde...

E que emoções negativas fazem exatamente o contrário.

A Jardinagem Afetiva é, então, a forma mais refinada de você gerar plantas, jardins e beleza à sua volta...

...enquanto ativa conscientemente o campo eletromagnético do seu coração.

Jardinagem Afetiva faz Bem pra Você.

_/\_




OBS: Dê o Primeiro Passo para Trazer pra Sua Vida Jardins que Fazem Bem e Cabem em Qualquer Lugar...
>>> Inscreva-se Gratuitamente Aqui




3 de outubro de 2017

Teletransporte pro Seu Lugar Preferido

Olá!

Aqui é a Leticia Momesso, criadora e idealizadora da Peperômia Urbana e dos Jardins que Fazem Bem e Cabem em Qualquer Lugar…
  
...e eu espero que você esteja se sentindo muito bem :)
  

Quero perguntar uma coisa importante pra você:
  
Qual é seu lugar preferido no mundo?
  
no que ele é diferente do lugar em que você vive hoje?
  
Deixa ver se eu adivinho…

O seu lugar preferido tem mais plantas;
  
...tem mais calma;
  
...e, no seu lugar preferido, você se sente confortável, você sente que pode simplesmente ser você
  
...sem máscaras, sem cobranças.
  
Acertei?
  
Agora…
  
E se fosse possível trazer o seu lugar preferido para fazer parte do seu dia?
  
Porque eu entendo que se você pudesse estar agora morando no seu lugar preferido…
  
...você estaria lá, não é?
  
Mas, se você está aqui, então deve haver uma razão que você ainda não pôde driblar...
  
...e isso faz parte da vida.

Então eu pergunto pra você de novo:
  
E se fosse possível trazer o melhor do seu lugar preferido para dentro da sua vida hoje? Você aproveitaria essa oportunidade?
  
As sensações de pequenos “milagres” como esse é o que os Jardins que Fazem Bem e Cabem em Qualquer Lugar podem fazer na sua vida.
  
E não é nada místico ou fantasioso, não…
  
Pelo contrário:
  
Eu passei os últimos sete anos estudando e desenvolvendo formas de atravessar essa ponte,
  
diminuir a distância entre o bem estar que a gente vivencia nos locais mais incríveis…
  
...e a vida que a gente tem no nosso dia a dia.

E após esse período de descobertas, criações, testes, vivências e oficinas…
  
Após validações científicas de cada elemento inserido nessas práticas…
  
E depois de ajudar centenas de pessoas a se reconectar com a Natureza, mesmo vivendo em cidades e grandes metrópoles…
  
...chegou a hora de você experimentar trazer...
  
...para dentro da sua casa...

...um pedacinho do paraíso, do seu lugar preferido no mundo.
  
É claro que existe um caminho para isso…
  
...porque eu não estou falando aqui de promessas impossíveis, não.
  
Nós estamos lidando com a realidade...
  
...então existe um tipo de pequena jornada que você tem que percorrer para isso acontecer.


Eu tenho estudado a forma como a epigenética, nova biologia, e a física quântica definem a importância e influência do ambiente na nossa vida...

...e elas dão suporte e material para a gente transformar os terrários Planetinhas em potencializadores...

...em ferramentas que podem, realmente, trazer para dentro da sua casa o bem estar que seu lugar preferido gera em você.
  
E você pode ficar tranquila/o…
  
Porque se você escolher esse caminho de construção do seu Pedacinho de Paraíso em casa…
  
...eu estarei sempre ao seu lado.
  
  
Um abraço de Luz!
  
Leticia Momesso
Criadora e Idealizadora da Peperômia Urbana
Jardins que Fazem Bem e Cabem em Qualquer Lugar


OBS: Você se cadastrou para a aula gratuita de terrários Planetinhas?
Acesse aqui :)


21 de setembro de 2017

O que se Planta...


Vou fazer uma pergunta importante pra você:
Qual é o seu problema hoje?


Vc sente falta de paz? Ou está faltando dinheiro?
Você se sente incompreendida? Falta cooperação?
Falta alegria? Ou propósito?


Nesta semana em que eu escrevo este artigo aconteceram dois casos com pessoas conhecidas.
Uma delas esqueceu um celular em uma agência de banco. A outra perdeu o celular em uma praça pública.
Uma delas teve o celular de volta. A outra chegou a combinar um lugar para o resgate, mas nunca mais viu o aparelho.
Nos dois casos os celulares foram encontrados por seres humanos.


Foi pela minha jornada de vida que eu aprendi que, para realmente entender alguma coisa, a gente precisa não julgar.


E, para não julgar, é necessário "olhar de fora".
Isso implica colocar em frente aos olhos (e ouvidos) aquele filtro de quem chega em um lugar completamente desconhecido, pra onde nunca foi antes.
Como chegar em um país estranho para conhecer a cultura local…
Mas, na verdade, o exercício funciona, mesmo, quando a gente olha pelos olhos de um extraterrestre.


Então eu convido você a vestir essa "fantasia" hoje.


Olhar para os seres humanos e o planeta como se estivesse invisível, olhando para a humanidade sem se envolver, sem emoções, de dentro sua nave espacial.


Você observa, em uma cidade enorme e tumultuada, duas pessoas encontrando dois aparelhos de comunicação que não são delas.


Você observa a dúvida no rosto delas... quem será que perdeu?


E a partir daqui você observa o caldo emocional que inunda cada uma dessas pessoas.


Você observa a que pensa em si mesma, e a que pensa na outra.
Você observa a que quer mais para si, e a que tem o impulso de fazer pela outra.


Mas sabe o que você observa, de verdade, nessa situação?


Você observa a escassez e a abundância sendo colocadas em prática.


E você, da sua nave, do alto das viagens no tempo-espaço, percebe que este planeta é um enorme jardim.


Percebe que a mente e as emoções das pessoas soltam sementes o tempo todo.


E você vê que aquela pessoa que pega o celular para si tem o sentimento de que está sempre faltando pra ela... por isso ela precisou aproveitar aquela oportunidade para pegar pra si um aparelho que não é dela.
Essa pessoa só sente escassez, então ela continua sentindo falta…
Falta amor, falta confiança... às vezes falta até comida.



E você vê que a outra pessoa, que plantou a semente de 'pensar no outro', da abundância de "tem pra todo mundo"... e vê que tem sempre alguém pensando nela.
Tem sempre alguém cuidando dela para que não falte o essencial, o amor e a alegria.



Porque a vida é um grande feedback…
E a Terra é um grande jardim.



Meio redundante e sem nenhuma novidade... vou trazer o ditado, muito verdadeiro:



"Cada um colhe o que planta".



Se esse ditado ao menos fosse compreendido, a gente estaria em um mundo melhor.



Mas o problema é:



Quem está consciente do que está plantando?



Você estava consciente quando plantou sua escassez? Seus problemas?



Mas como fazer pra estar mais consciente e plantar mais abundância, então?



Essa pergunta eu me fiz muitas vezes ao longo da minha vida.
Muitas vezes as coisas aconteciam comigo de uma forma tão injusta! Como eu podia ter plantado isso pra mim? Como eu posso fazer diferente?



Como se pode abrir mão da escassez e ter atenção pra abundância, nesse mundão em que a gente vive?



E a resposta não veio pronta, não.



Eu fui construindo essa consciência conforme fui observando a natureza



...e associando o que eu vejo aos métodos naturais de equilíbrio e cura que eu estudo.



Aprendi que a mente determina muito do que a gente chama de *realidade*...



...que a gente tem os mesmos problemas, coletivamente, porque usa os mesmos filtros de percepção de escassez na nossa mente...



...e que há infinitas realidades acontecendo agora mesmo, bem na nossa frente... mas que a gente só filtra uma ou duas.



Foi por isso que eu decidi "dar um tempo" no que é a "realidade" coletiva…
E resolvi criar um método de "plantio de realidades" na minha vida…



...que eu chamei de Jardinagem Afetiva :)



Onde eu planto jardins com consciência e amor… e isso se reflete trazendo mais verde no campo físico…



… e mais harmonia no campo emocional.



E o resultado é que eu comecei a colher muito mais flores do que os espinhos que eu tinha antes.



E comecei a me sentir mais confiante e mais próspera também.



Além de mais feliz :)



Então o que eu sei é que a gente pode plantar sementes melhores, diariamente…



...com amor, com alegria...



E pode estar na hora de você começar a colher sua paz pessoal, uma tranquilidade maior em relação ao dinheiro…
… E colher mais prazer na hora do trabalho, colher confiança nas relações, compreensão, respeito…



...Colher o que você acha certo pra você.



Então, se você quer saber mais sobre a jardinagem afetiva - gratuitamente - é só você se inscrever nesse link aqui abaixo:






Que você vai receber por email os primeiros passos para seu plantio de abundância na sua vida.


Eu estou ao seu lado. _/\_



Um abraço de Luz!


Leticia