9 de dezembro de 2016

Te paralisa e te mata... mas continua com você.

No momento em que escrevo este texto os alunos do curso Conexão de Luz não sabem ainda sobre o tema da próxima aula.

E o tema é esse... essa coisa que paralisa você;
que detona sua evolução, adoece suas células...

E mata até suas plantas.

E, no entanto, não importa o que você faça, essa coisa continua com você.


Porque faz parte da sua vida... o Medo.

O duro do medo é que ele é uma emoção básica...

Sem o medo não se sobrevive.

Por outro lado, se você der um espacinho um pouquinho maior do que ele merece ter...

Aí sua vida não anda. Estagna. 

E você fica lá pra baixo, deprimido, vendo a vida passar feliz só para os outros.

Em seu livro A Biologia da Crença, o autor Bruce H. Lipton conclui que o medo constante influencia no funcionamento das células de tal forma que chega a interromper seu funcionamento.

O medo mata.

A nós e às plantas...

Como eu sei disso?

Há anos que centenas de pessoas chegam para mim dizendo:

- Leticia, eu mato todas as minhas plantas, não consigo cultivar nada...

E eu pergunto:

- Quando você rega suas plantas, você está pensando no quê? No medo de que elas morram?

Adivinha qual é a resposta... 100% das vezes...

É.

O medo é sentido pela planta...

"O Universo é um ser completo, dinâmico e indivisível no qual energia e matéria estão tão intimamente ligadas que não se pode considerá-las elementos independentes." diz o mesmo autor, Bruce H. L., cientista.

Mas, se o medo faz parte da vida... e agora?

Bem... na próxima aula os alunos do curso vão aprender algumas armas secretas para lidar com esse medo indesejado...

Mas eu vou compartilhar aqui com você uma palhinha disso.

Vamos pensar juntos:

Você sabe qual é o oposto do medo?

Muitos dizem que é a coragem...

Mas, na minha opinião, coragem é agir apesar do medo.

A melhor definição de oposto do medo que eu já encontrei veio do autor Neale Donald Walsch.

O oposto do medo é o amor!


Onde há medo, não tem espaço para o amor...
mas onde há amor, não há medo.

O medo estagna,
o amor flui.

O medo separa,
o amor une.

Da discussão com o cônjuge, às maiores guerras mundiais, o que separa é o medo.

E, por outro lado, todos os mestres espirituais trazem a mensagem do amor.

Assim, quem diria...

Para você viver uma vida mais fluida...

Para você ter um jardim mais verde...

Basta amar mais! ;)

#boraplantarluz






24 de novembro de 2016

Pelo que Você é Grata/o?

Pegando o gancho do último post, em que eu falei da Black Friday...


Eu acredito que é benéfico e positivo colocar a mão na consciência, sempre...


E investir seus recursos no que realmente aproxima você do que você deseja...


...No que realmente leva você a reencontrar a conexão com a sua natureza...


Que é, por sua vez, o que verdadeiramente leva você ao preenchimento da sensação de carência e cura o vazio existencial.


Ou seja: investir na aproximação da sua natureza é o que vale a pena...


É o que vai levar você à sua verdadeira felicidade.


E você sabia que hoje, na América do Norte, acontece o dia que a gente realmente deveria importar?


É o dia de Ação de Graças, em que as famílias se reúnem para agradecer por tudo o que aconteceu no ano anterior.


E a gratidão é, na verdade, a prática de um sentimento que a gente deveria cultivar todos os dias, todas as horas.


Porque, a partir do momento que que você pratica a gratidão frequentemente, você tem mais saúdepazfoco no positivo...


E constrói uma realidade mais positiva e alinhada com seus propósitos de vida.


Você se sente mais feliz!


E isso é provado cientificamente através de vários estudos feitos nas maiores universidades do mundo!


Eu sou muito grata por tudo o que eu pude estudar, desenvolver emocionalmente e compartilhar com você e outras pessoas que acompanham meu trabalho.


Foram muitos os conhecimentos que eu apliquei no último ano que me levaram a um patamar de paz interna e relação com a realidade que eu não tinha imaginado ser possível antes...


Foi às vezes como sair de um mar de lama para ver milagres acontecendo na minha vida :)


E, claro, isso não veio de graça...


Veio de investimento em diversos cursos e da aplicação desses conhecimentos no dia a dia.


Mas, ao mesmo tempo, todo esse caminho foi muito divertido, amoroso e recompensador.


Por isso eu separei as melhores práticas para compartilhar com você...


E vou fazer isso através de um curso online :)


Você vai ter nas suas mãos as ferramentas que fizeram a maior diferença para o cultivo do meu jardim interno...


E o reencontro com a minha natureza.


Conhecimentos que não estão nem disponíveis em português...


Mas que você vai aprender e aplicar através deste curso.


E você também vai cultivar seu jardim no coração, de forma a realizar seus sonhos de estar tranquila/o e com o comando da percepção emocional nas suas mãos.


Um resumo de técnicas que vai levar você a se sentir mais feliz e completa/o...


Usando o que está ao seu alcance, usando a sua mente e o seu coração.


Esse curso vai ser entregue a você em aulas online e ao vivo,


Em um grupo secreto no facebook, só para quem se inscrever.


Dessa forma, você vai participar de uma comunidade de pessoas que estarão com os propósitos alinhados aos seus...


Isso é muito importante, porque quando há essa integração, todo mundo cresce mais, e cresce mais rápido!


Serão quatro aulas online, ao vivo, que ficarão disponíveis depois para você assistir quantas vezes quiser por seis meses.


Dessa forma, se você não puder assistir ao vivo, você poderá assistir no melhor momento para você.


Você prefere assistir durante a semana ou no fim de semana?


A escolha é sua, para seu melhor momento.


E, além de poder interagir ao vivo...


Você poderá contar comigo para esclarecer qualquer dúvida que você venha a ter...


E aprofundar cada vez mais a sua experiência.


Antes de contar para você qual vai ser o seu investimento para participar desse curso e desse grupo de desenvolvimento da felicidade,


Eu quero contar para você que resolvi "brincar" com a black friday...


E criar com você a Green Friday ;)


Porque verde é a cor do equilíbrio, é o centro do espectro visível, é a cor usada para cura...


Além de ser a cor da maioria absoluta das plantas <3


Então vou fazer assim:


Para cada inscrição no curso feita nesta Green Friday,


Além de você receber 60% de desconto na sua inscrição...


Eu me comprometo a plantar uma árvore.


Porque um mundo cheio de árvores é um mundo infinitamente mais saudável para todos os seres vivos!


Então, quando você se inscrever, você vai fazer parte desse movimento, desse grupo que desenvolve a felicidade para si e para o mundo ;)


Como eu disse, se você se inscrever entre agora e o final da sexta feira, seu investimento tem 60% de desconto :)


Passa de R$197 para apenas R$77.


E você pode parcelar em duas vezes.


E ainda tem o crédito por uma árvore a mais no mundo <3


Para se inscrever, é só acessar aqui:


>>> Workshop Conexão de Luz


E eu vejo você na área de aulas :)


Lembre-se de agradecer...


Eu agradeço pela oportunidade de compartilhar tantas coisas lindas e enriquecedoras com você.


À sua Natureza e Felicidade!
Um abraço de Luz!
Leticia Momesso

22 de novembro de 2016

Por que a Black Friday prejudica você

Olá!


Este artigo é para conversar com você sobre o consumismo e o que ele faz a você e à sua vida, aproveitando o gancho da Black Friday que está chegando...



"Quando começou a comprar almas, o diabo inventou a sociedade de consumo"- Millôr Fernandes







Confesso para você que me sinto muito ousada. 



Às vezes me sinto muito pequena para alcançar o objetivo de alertar muitas pessoas a nadar contra a corrente...



Mas algumas verdades precisam ser ditas.



Então imagine-se deitando para ir dormir em uma noite muito quente de verão tropical. Sem ar condicionado.



Você deita sem pijama, sem coberta e aproveita a brisa que entra pela janela para se sentir confortável, seu corpo relaxa, sua mente começa a descansar, você começa a entrar no sono... 



E, então, chega um pernilongo em seu ouvido. E picando a sua pele. 



Você resiste por um tempo...  até que se levanta, acende a luminária, espreme as pálpebras, espera o olhar se readaptar à luz, procura o bicho [quase invisível], pega algo com o que você possa alcançá-lo, mira e...



Percebe como um ser pequeno, tão pequeno que parece até insignificante, pode causar tanto movimento?



Pois se eu sou pequena demais para fazer um movimento significativo a favor da consciência de consumo, eu vou ser como um pernilongo.



E convid
o você a ser assim também... eu e você, lado a lado.



Porque você sabe que é comum você 'aprender' em filmes e em seriados que, para se sentir feliz, você deve adquirir algo novo, uma roupa nova, um sapato, um carro. 



Hoje, o ato de sair para comprar coisas é vendido a você como sinônimo de felicidade.



E você sabe também que a sua felicidade não vem daí. 



Você vai até a loja, ou o site de venda, tem um pico de entusiasmo... E depois volta ao ponto em que estava antes. E às vezes vai comprar mais alguma coisa, para ter mais um pico de entusiasmo, como se fosse uma droga.



E eu sei que você, se está aqui lendo isto, ou já saiu dessa roda de ratos, ou está prestes a sair.



Porque você busca consciência. 



Você vai ler neste artigo o que o psicólogo Edwin Karrer recomenda para tornar-se menos vulnerável ao consumo desnecessário...



Antes, eu quero que você compreenda o lado bom e ruim disso. 



Porque até a Black Friday não é de toda ruim em sua raiz. Ela foi criada para desovar estoques há muito tempo parados, com produtos a preços ridiculamente baixos, para serem comprados por quem precisasse.



No Brasil, porém, a cultura dos lojistas não é fazer grandes estoques... Então "importamos a black friday" para estimular o consumo inconsciente - e oferecer produtos 'pela metade do dobro', como você já sabe.



Outro fator importante é atentar-se à questão de comprar o que não precisa, trocar [carro, fogão, geladeira, etc] por uma peça nova, sem necessidade disso.



É uma prática que trata a Natureza como se tivesse recursos infinitos - que na verdade são finitos - e que contribui com a geração de muito mais resíduos do que a quantidade que o planeta consegue lidar.



Você sabia que os EUA (lá de onde vem a Black Friday) consomem 4x mais recursos do que a Terra pode fornecer?



O que essa cultura está fazendo com o nosso planeta?



E precisamos também abordar a questão emocional desse consumismo todo.



Porque ele está diretamente relacionado a nossos elos sociais.



No estilo de vida contemporâneo, nesta ilusão em que estamos vivendo, a posse e oferta de objetos são tratados como ingresso nas trocas sociais e afetivas, como sinônimos de felicidade e de demonstração de afeto. 



Mas não preenche em nada a nossa real necessidade de conexão emocional nem entre seres humanos, que dirá entre nós e a Natureza.



Apesar de todas as compras, nós permanecemos vazios.



"A cultura do consumo, na qual todos nós estamos inseridos, mercantilizou as dimensões sociais e datas comemorativas"- Lais Fontenelle Pereira, psicóloga.



Então o psicólogo Edwin K. compartilhou três frentes de ação para você se tornar menos vulnerável à manipulação em seus hábitos de consumo:



1- aumentar o nível de consciência sobre o processo de compra - tomar consciência da motivação real por trás da sua vontade de comprar;



2- reduzir a influência da publicidade sobre a sua tomada de decisão - mais uma vez, estar consciente de como está seu emocional ao fazer a compra (você não vai ter o poder de desbravar o mundo só porque comprou o carro 'fodão')



3- rever as formas de autogratificação - tomar consciência de sua carência emocional para poder preenchê-la de forma real, consistente.



Como você pode perceber, a sua real liberdade de escolha e a sua felicidade estão diretamente relacionadas à sua consciência de si mesma/o.



Eu diria, com convicção, que a sua liberdade e felicidade depende da sua consciência de ligação com sua natureza emocional.



"A máxima 'conhece-te a ti mesmo' é importante, inclusive, para o controle do impulso de consumo, para termos consciência e propriedade de nossas decisões."- Daniela de Oliveira, psicóloga.



Então eu me despeço deixando para você o convite para que venha comigo, lado a lado...



Preencher o vazio existencial e a carência emocional, que habita cada um de nós, com o que realmente vale...



Com consciência e reconexão à sua Natureza.



E que sejamos pernilongos na noite quente da sociedade.



Um abraço de Luz!

Leticia Momesso






14 de outubro de 2016

A Beleza Salvará o Mundo

Eu acredito no poder de um jardim.


Noemi Shigetomi

Acredito no poder que uma planta tem de transformar seu dia, seu mundo, simplesmente por estar na altura do seu olhar.

Acredito na transcendência através da Natureza.
Denise de Almeida

Talvez você também esteja comigo, talvez não...

O que eu sei é que fico contente de poder compartilhar com você que eu não sou a única a confiar nessa subjetividade.

Seguramente não podemos viver sem pão,mas também é impossível existir sem beleza, já dizia Fiodor Dostoiewski.

Aliás, é dele também a frase título deste artigo: "A beleza salvará o mundo".

A cada dia, quando me levanto de manhã, pergunto a mim mesma:

- Como posso deixar o mundo um pouquinho melhor hoje?

E então meu olhar encontra o jardim do meu quarto.

Não estou dizendo isso como linguagem figurativa, não.

As plantas estão lá, de verdade, exalando para mim a inspiração de quem brilha pela vida simplesmente pela alegria de viver.

Quem não se deixa fascinar por uma flor que sorri gratuitamente ao universo?, pergunta Leonardo Boff.

Então eu sorrio para mais um dia.

E me levanto de manhã para levar às pessoas a consciência de estarem tão próximas dessa alegria de viver.

Porque, se você souber apreciar, cada planta é um presente.


Ivana Piton
A beleza é um valor em si mesmo. É gratuita e sem interesse. É como a flor que floresce por florescer pouco importa se a olham ou não, como diz o místico Angelus Silesius.

A beleza honra sua origem sânscrita Bet-El-Za que quer dizer:”o lugar onde Deus brilha”. 

Brilha por tudo e nos faz brilhar junto, pois inspira que o belo se irradie também de nós.

A vida pode ser bela.

Portanto, desejo que os jardins tragam a você cada vez mais beleza... 

E que a cada dia você se sinta abençoada/o.

Um abraço de Luz!

Leticia Momesso


Fernanda Chinaglia



OBS: Não basta que a mensagem seja boa e justa. Ela tem que ser bela, pois só assim chega ao coração das pessoas e suscita o amor que atrai.- Papa Francisco



OBS2: Todas os jardins deste artigo são de alunas do curso online de Jardinagem Afetiva da Peperômia Urbana. O nome da autora acompanha cada foto. Gratidão, meninas! Vocês arrasam!

4 de outubro de 2016

Alimentação Viva

Quando você se alimenta, você se nutre?

Esta semana estão disponibilizadas gratuitamente mais de 50 palestras sobre Alimentação Viva na Semana da Alimentação Viva = SEMAV.

Você pode ter acesso às palestras usando o acesso abaixo:

>>> Semana da Alimentação Viva = SEMAV

Uma das palestras é sobre a agricultura urbana ;)

E se você chegou até aqui por causa dessa palestra, então seu presente está esperando você aqui:

>>> Como fazer sua Hortinha de Brotos

Viva a Energia Vital dos Alimentos!

Um abraço de Luz!

Leticia Momesso


22 de setembro de 2016

Cheiro de Flor no Ar...

Há dez anos eu fiz duas escolhas primordiais na minha vida.

Uma delas foi estudar jardinagem...

Essa você já sabe ;)

A outra escolha foi a forma como eu iria para as aulas de jardinagem...

E eu vou  contar para você como isso transformou a mim em uma profundidade que eu nem imaginava.

Mas antes, quero desejar a você... Feliz Primavera!




A Natureza está saindo do seu adormecimento e despertando para a renovação!

Existe toda uma energia natural que favorece o despertar de novas ideias, novas qualidades, novos propósitos na vida...

E convido você a pegar carona nessa vibração para trazer à tona o que de melhor você pode trazer para sua vida...

Novas cores...

Novas flores!


Bem, faz dez anos que eu comecei a vivenciar a primavera mais de perto...

Que eu passei a sentir com frequência que as ruas à noite são perfumadas pelas flores...

Passei a valorizar o sol na pele e o vento no rosto, ao ar livre, em plena segunda feira... Ou terça, ou quarta... Tanto faz o dia.

Conheci pessoas incríveis e comecei a vivenciar minha cidade mais de perto, cuidar mais do meu entorno...

Saí da bolha, literalmente.




E, quando você sai da bolha, você vê as coisas de uma forma que não via antes...

Quando você vê, já não dá mais para desver.

Eu não sei se você sabe, mas junto com a entrada da primavera, nós nos encontramos hoje no dia mundial da mobilidade urbana.

O dia do repensar no direito que você tem de ir e vir... 

...E o quanto desse seu direito (e seu tempo! sua vida!) você está gastando parada/o em congestionamento.

Há dez anos eu saí da bolha que me segurava parada no trânsito, para começar a usar meu motor “movido a arroz e feijão”.

E no ano passado um diretor sueco resolveu lançar no cinema um filme sobre a tendência das pessoas de fazer o mesmo...

Mas, antes de lhe mostrar o filme, eu quero que você saiba uma particularidade...

Em 2013 a Peperômia ocupava uma salinha em um co-workig na Vila Madalena. 

Era uma casa muito bacana em que trabalhavam muitas pessoas que defendem o direito ao uso da cidade, a manutenção de espaços públicos, as festas na rua, a vida.

E esse, de que estamos falando agora, é um filme que foi gravado em diversas metrópoles do mundo...

Inclusive na nossa cidade da garoa :)

E a pessoa entrevistada em SP foi a minha amiga Aline, que é super engajada no assunto mobilidade urbana e também trabalhava nesse co-working.

Mais do que isso...

No início do filme ela aparece usando um objeto que foi desenvolvido por mim, na Peperômia, para apoiar os pés :)

A Peperômia está em um documentário internacional... Chique, não?

Então convido você a celebrar também a liberdade de repensar seu direito de ir e vir, de uma forma fácil e confortável...

Pode até fazer uma pipoca...

E assistir no Netflix o documentário “Bikes vs Carros”.





O filme abre as cortinas da ignorância e revela a verdadeira relação entre a mobilidade, os carros e a política pública nas cidades do mundo.

Você também pode descobrir o que está por trás disso...

E ver a Peperômia na telinha ;)

Se você não assina Netflix, vale lembrar que é desses programas bacanas que tem 30 dias grátis, sem compromisso ;)

Porque primavera, flores e vento no rosto tem tudo a ver  <3





Foto do co-working em sua inauguração


14 de junho de 2016

Os 3 Poderes Mágicos...

Esses 3 "Poderes Mágicos" são essenciais para que qualquer pessoa seja bem sucedida em sair de uma vida cansativa, mediana ou medíocre...

E construir um estado de equilíbrio, saúde e tranquilidade.


São também importantes para que você faça os jardins na sua vida. Tanto literal como metaforicamente.

Os jardins são o lugar onde você irá admirar a vida que você plantou.


São poderes que podem lhe levar à conquista do que você mais quer no mundo.

E sem eles a chance de você colher a vida incrível que pode ter é bem próxima de zero.

Então leia este artigo com muita atenção.


Nele eu vou lhe contar sobre como você já tem esses poderes e como a Peperômia pode lhe auxiliar a usá-los...

De forma que, além de tornar sua vida mais verde e equilibrada, você possa vir a obter sucesso em diferentes áreas da sua vida...

Mesmo que a princípio não pareçam relacionadas umas às outras.



  • Poder Mágico #1: A Habilidade de Começar


Toda escada começa com o primeiro degrau.

Todo mundo que tenha tido sucesso na vida, todo mundo que tenha feito uma colheita bem sucedida deu o primeiro passo em relação ao plantio do que queria colher.

Aprendeu com alguém, assistiu o primeiro workshop, fez a sua primeira introspecção, deu seu primeiro passo. Plantou.


Parece óbvio não?


Nem tanto, porque a grande maioria das pessoas que querem uma vida mais plena, equilibrada, cheia de realizações, jardins, não dá esse primeiro passo.


Se elas querem tanto, o que as impede de dar esse primeiro passo, tão importante?


A maioria das pessoas fica esperando o momento perfeito para começar.


E sabe o que acontece? Esse momento nunca chega.


Porque nós nunca estamos prontos para as mudanças ou os aprendizados.

É caminhando que se faz o caminho.

Você não precisa ter a visão da estrada inteira para atravessar o país, basta apenas ver os próximos metros e dar o primeiro passo na direção certa.


“Dê o primeiro passo e você já não está mais onde estava”


E depois de dar o primeiro passo você vai precisar ter o segundo poder mágico…



  • Poder Mágico #2: A Continuidade


Utilizando a mesma metáfora anterior, para atravessar o país você precisa pegar a estrada na direção certa e começar a rodar.

Mas não chega a seu destino final se não continuar fazendo o pneu rodar na estrada.


O grande segredo é a continuidade.


Você provavelmente não vai se tornar um mestre, do que quer que seja, fazendo algo uma única vez.


Você pode até dar a sorte de arrebentar logo de primeira, mas para continuar mandando bem naquilo ao longo da vida, é necessária a prática contínua.


O sucesso requer domínio, e domínio requer prática.


Enquanto boa parte das pessoas desiste na primeira tentativa que não dá certo, as pessoas bem sucedidas que eu conheço simplesmente se preparam para a próxima.


Se você persistir continuamente na direção certa, seu sucesso vai acontecer uma hora ou outra.


E quando ele acontecer eu lhe garanto que você vai olhar para trás e ver que tudo o que foi feito valeu a pena.


E terá valido a pena mesmo.


Só que preste atenção a um detalhe fundamental para que esses dois poderes mágicos possam atuar: A direção certa.


Por isso a Peperômia pode estar ao seu lado nessa jornada.



  • Poder Mágico #3: A Direção Certa


“Pode me dizer, por favor, que caminho devo pegar?”
“Depende de para onde você quer ir”, disse o gato.
“Não me importa muito onde…” disse Alice.
“Então não importa o caminho que você pegue”, respondeu o gato.
(Alice no país das Maravilhas)


É sabido que as pessoas que tem mais sucesso naquilo que fazem são as que definem claramente seus objetivos.


Mas quando se fala de “ter objetivos bem definidos”, poucas pessoas sabem realmente o que querem realizar em todos os campos da sua vida.

Vou usar um exemplo:

Tem pessoas que definem um objetivo: “eu vou correr de manhã porque isso vai me trazer saúde”, mas quando a manhã chega, ela diz para si mesma: “eu vou ficar na cama quentinha mais 5 minutos”. E fica por mais uma hora.


Essa pessoa fez uma escolha. “Qualquer escolha é melhor do que não ter escolhas”.


Mas essa escolha a levou na direção que ela quer ir? Essa pessoa sabe aonde quer chegar?


Quando eu iniciei a Peperômia, eu não sabia exatamente até onde eu queria chegar.

Por um certo tempo eu me senti insegura e estagnada e não fiz absolutamente nada para sair de onde eu estava.

E eu estava entrando em depressão.

Mas muitos foram os estudos e as práticas que me levaram a ter conhecimento da existência de uma força por trás, comum a todas as pessoas, que é capaz de nos mostrar a única direção segura a percorrer em uma situação como essa.


Eu me agarrei a isso e minha determinação em dar o primeiro passo e continuar caminhando me levou ao domínio desse poder.

E essa força é tão certa que hoje a Peperômia está se materializando como um sonho que toma forma à frente dos meus olhos, carregada das melhores qualidades que eu poderia esperar em um ofício do bem.

É por meio dessa força que a Peperômia se realiza.


Não é crença. Nem misticismo. Nem religião.


São ferramentas que nos levam a entrar em contato com nossa própria natureza.


Quando você participa de um workshop da Peperômia você tem acesso a algumas dessas ferramentas, que levam à fonte da força que existe dentro de você.

Você aprende a empregar esse poder em conjunto com as plantas de forma a aumentar a percepção de seu guia interior.


Essa mesma força é quem traz à tona seu processo criativo individual na hora de montar um jardim único.

A força que é uma assinatura singular, somente sua, e está sempre lhe dando a direção correta.


É também ela que traz a sensação de carinho, plenitude e felicidade.

E você aprende a impregnar de felicidade certos momentos da vida que seriam simples ou passariam despercebidos.


Por isso que, quando falamos de Peperômia, falamos sobre muito mais do que simples jardins.


Quando você está diante de um Jardim da Peperômia, esse objeto vivo vem a funcionar como uma placa ou um farol que lhe dão direcionamento na vida. Basta aprender a usar.


Nos veremos em breve :)




Um abraço de Luz!


Leticia Momesso




PS: 
Os workshops anteriores foram sucesso absoluto!










OBS:  Este texto foi fortemente inspirado em um texto do parceiro Hugo Rocha e usado com o seu devido consentimento. Gratidão, Hugo!