19 de junho de 2013

Áreas arborizadas: aumentam a expectativa de vida, o índice de felicidade e reduzem a criminalidade

Mais um exemplo de como as plantas beneficiam a vida das pessoas:




O Prof. Frances Kuo, da Universidade de Illinois, conduziu uma revisão de vários estudos sobre os efeitos de árvores e parques nas populações das cidades.

A pesquisa mostra que as pessoas têm relações mais felizes e melhor desempenho em testes quando vivem em bairros mais arborizados. Acreditam que viver perto de parques e outros espaços verdes é essencial para o nosso físico, psicológico e bem-estar social.

Ruas arborizadas também incentivam a uma menor taxa de criminalidade e de certa forma cria uma atmosfera mais civilizada, mesmo em áreas pobres, os investigadores encontraram.

Prof. Kuo disse: "Em nossos estudos, pessoas com menos acesso à natureza mostra a atenção relativamente deficiente, função cognitiva baixa, a má gestão das questões relacionada a acontecimentos diários e baixo controle do impulso".

Ele acrescentou: "A relação entre o crime e a vegetação é muito clara: mais árvores, menos crimes. A vegetação incentiva as pessoas a utilizarem os espaços fora de suas casas, que prevê uma forma natural de vigilância".

Outros estudos mostraram que o nível de saúde poderia ser "previsto pela quantidade de espaço verde dentro de um raio de uma milha".

Já no Japão, outra pesquisa também descobriu que as pessoas mais velhas viveram por mais tempo quando suas casas estavam próximas de um parque ou outro espaço verde.



Em uma conferência da Associação Americana para o Avanço da Ciência em Chicago, um estudo mostrou que a presença de árvores pode reduzir a criminalidade em até sete por cento.

Crianças com transtornos de déficit de atenção também se comportaram melhor depois de uma caminhada em um parque em comparação com aqueles que se exercitavam em áreas internas ou sem árvores, foi a avaliação encontrada.


Fonte: http://www.treesforcities.org/

14 de junho de 2013

Revista Vida Simples

jun, 2013



"Cheguei a achar que estivesse atrasado para a revolução, mas a Leticia me convenceu do contrário. Ela se apresentou como Leticia Momesso e disse que fazia jardins que cabem em qualquer lugar. Quando cheguei na Peperômia - empresa que ela criou para abrigar o projeto -, quem me recebeu foi o Jorge Ben Jor, no rádio: "a terra é sua nutriz e receptáculo. Sua força ou potência está inteira, se ela é convertida em terra".
O plano de Leticia é aproximar as pessoas e as plantas e, a partir dessa relação, retomar uma forma saudável de viver nas cidades. "Principalmente em São Paulo", disse, "onde as pessoas carecem de saúde e de contato com a terra". Com as oficinas de jardins, o projeto prova que, para plantar, basta querer. Vi jardins plantados em sofás e até em pingente de colar. E aprendi: plantar une as pessoas. Com mais hortas, os laços comunitários correriam sério risco de se fortalecer."





10 de junho de 2013

Cascas de ovos e embalagem de café para plantar temperos

Domingo, 09 de junho, saiu um 'faça você mesmo' de horta com materiais reutilizados, sob orientação da Peperômia, no jornal O Estado de São Paulo.

Nasce uma horta
Leticia Momesso, do ateliê Peperômia, ensina a reaproveitar cascas de ovos e embalagem de café para plantar temperos

 


Vamos publicar aqui o passo a passo com adição de alguns detalhes que, não sabemos por que motivo, estão omitidos no jornal:

1- Você vai precisar de cascas de ovos (podem ser substituídas por potinhos de plástico, como de iogurte), areia, terra e sementes. Faça furinhos no fundo do ovo usando um alfinete e coloque um pouco de areia. Preencha com terra e coloque algumas sementes. Coloque uma camada fina de terra peneirada por cima e regue.

A terra deverá permanecer úmida, sem encharcar. Como as germinações são frágeis (são bebês de planta), sugerimos regar sempre com borrifador.



 2- Espere a muda atingir cerca de dez centímetros.
Tenha em mãos: uma embalagem plástica de café,  pá de jardinagem, manta de drenagem, pedriscos, terra adubada, areia, grampeador, um fio resistente (aqui usamos linha encerada) e algo para furar plástico, como um arame para esquentar ou um aparelho de solda, que fica bem quente quando ligado na tomada.

3- Vire do avesso a embalagem de café, dê algumas voltas em sua borda e grampeie. Faça furos no fundo, para drenagem do excesso de água, e nas bordas, para pendurar depois.

4- Cubra o fundo do saco com um pedaço de manta de drenagem.

5- Coloque uma camada de areia por cima da manta e cubra com terra.

6- Com cuidado, quebre a casca do ovo e acomode na terra. Se estiver usando uma embalagem plástica para a muda, remova a embalagem.

7- Coloque mais terra, até cobrir a casca de ovo, que com o tempo vai virar adubo.

8- Coloque os pedriscos em volta da muda.

9- faça as alças usando o fio e os furos das bordas e pendure em local que tome sol por algumas horas por dia. Regue com frequência.

10- Para esta demonstração, usamos sementes de salsinha e cebolinha.



Esperamos que você também faça uma boa horta! O sabor dos temperos orgânicos e recém colhidos é sempre imbatível! =)


7 de junho de 2013

Peperômia e Mercado Mundo Mix na Virada Sustentável

A Peperômia estará presente com os
jardins que cabem em qualquer lugar
aproximando as pessoas e as plantas
e trazendo novidades!
Esperamos você lá!!! \o/