21 de dezembro de 2015

Você já agradeceu hoje?

Olá :)

Como você está se sentindo hoje?

Como ser humano que você é, talvez já tenha reparado que há alguns dias em que você está se sentindo super bem... Enquanto outros você parece que já acorda "tudo errado".

Talvez isso fique mais claro, eu compartilhar com você o que eu acredito ser verdade, porque é como funciona para mim:

Pelos meus entendimentos de tantos estudos aplicados na minha vida cotidiana, o que eu compreendi é que o Universo é tão generoso, e também tão abundante, que nos dá todos os dias mais daquilo que pedimos a ele do fundo do coração. 

A verdadeira questão aqui é: quem nos ensinou a pedir o que queremos? Como podemos receber o que queremos, se não sabemos pedir?

E eu acredito, sinceramente, que ninguém quer, por exemplo, "ter mais dinheiro". Mas todo mundo quer o que o dinheiro pode proporcionar. Certo?
Então tem um lance de colocar a atenção no que você realmente quer. Saúde? Felicidade? Diversão? Boas companhias? Conforto?

Quantas dessas coisas você já tem e talvez gostaria só de ter um pouco mais?

O ponto onde eu quero chegar é que a linguagem que o Universo entende é a linguagem dos sentimentos, e a sua realidade se manifesta a partir disso. A física quântica está aí para confirmar essa verdade, e a mesma coisa está descrita nos antigos textos iogues... Mas não vou entrar neles agora, porque quero deixar este artigo mais simples e de fácil digestão. Então vou conduzir você mais diretamente ao que interessa. 

Vou contar uma história fictícia e simplificada ilustrando o ponto de vista do Universo quando eu, você, cada um de nós conversa com ele... E por que a sua realidade será sempre mais do mesmo. 

Funciona assim:

Imagina que você é o Universo e que está ouvindo tudo, todo mundo, o tempo todo, e manifestando para cada entidade algo que seja de acordo com o que ela deseja.

Um universo assim, com tantos seres vivendo ao mesmo tempo, precisa de um processo simplificado de codificação de informações. Então ele vai direto na fonte e lê o que você sente.

Uma pessoa 'A' foi despedida de seu emprego. Mas tem a saúde boa, bons relacionamentos e agora tem também um jardim. 

Uma pessoa 'B' também foi despedida de seu emprego. Mas tem a saúde boa, bons relacionamentos e agora tem também um jardim. Exatamente igual à pessoa A.

Só que, no próximo ano, o trabalho da pessoa A vai prosperar, fazer mais dinheiro do que no ano anterior, o que vai dar a ela a possibilidade de fazer uma viagem incrível e conhecer um lugar novo que ela ainda não conhecia e ela vai se surpreender com isso. Vai ver pessoas ficarem doentes, mas vai passar ilesa por aquela virose que "derrubou" seus colegas do novo trabalho. Vai fazer novos grandes amigos. Seu jardim vai florir.

A pessoa B, no próximo ano, vai se manter desempregada. Vai precisar da ajuda dos familiares para não faltar comida em casa, se é que não perdeu também a casa. Vai ter uma doença que ninguém sabe ainda nem se tem cura. De amigos, poucos ficarão. Seu jardim vai minguar.

Agora vem a pergunta: se o Universo é justo, o que cada uma dessas pessoas pediu a ele para ser atendida de forma tão diversa?

A resposta é: O sentimento.

A pessoa B, que fica na m*rda (com o perdão pelo meu "francês"), não perde uma oportunidade de reclamar. Ela reclamava no trabalho e agora reclama fora dele, culpando os outros pelo seu infortúnio. Ela "sabe" que não vai conseguir outro trabalho como aquele. 
Ela também reclama porque seu corpo não é de modelo. Apesar de ser saudável, nem dá atenção a isso, prefere focar no que não tem. 
Seus amigos se afastaram, talvez porque fossem interesseiros, ou talvez simplesmente porque ninguém aguenta uma pessoa que só reclama e não valoriza o que tem. 
Seu jardim, na busca de doar energia para buscar de volta um equilíbrio nessa pessoa, se esgota.

Por outro lado, a cada final do dia a pessoa A olha para seu jardim e entra em contato internamente com seu sentimento de gratidão. Ela olha para seu jardim, um pedacinho da natureza, e agradece por estar viva, por ter abrigo e alimentação, uma casa, um lar. Ela agradece por tudo o que ela tem de conhecimento e de dedicação, que podem ser usados para auxiliar outras pessoas. Ela entende que perder o emprego pode ser um trampolim para um trabalho melhor, então ela agradece.
Ela também agradece por seu corpo ter saúde, equilíbrio e por lhe mostrar o que lhe faz bem e o que lhe faz mal. Ela agradece a si mesma por tomar cuidado com seu corpo, que ela leva para fazer uma caminhada e se manter ativo com frequência. Ela também agradece por ter experimentado um trajeto novo em seu bairro, o que a fez conhecer um vizinho muito, muito interessante.
Ela agradece pelos amigos que tem, por seus companheiros de jornada, por sua família, por tudo o que já superou por causa do apoio dessas outras pessoas. Ela agradece por poder ter a natureza perto de si.

Você, que é uma pessoa esperta, deve estar percebendo como isso acontece...

Uma das pessoas, a pessoa B, mantém seu foco e seus sentimentos voltados para a escassez, para o que ela não tem. O Universo lhe retribui com mais do mesmo: mais ainda ela *não tem* o que ela acha que deveria ter.

A outra pessoa, A, todos os dias reconhece com seu sentimento de gratidão tudo o que ela já tem... E flui na abundância, porque o Universo também lhe dá mais do mesmo: Quanto mais ela reconhece *ter*, mais ela *tem*.

É claro que essa é uma historinha somente ilustrativa, mas é exatamente assim que funcionam as leis do Universo.

Por isso eu lhe convido a fazer essa prática regularmente, de preferência que seja diária, mas pode ser semanal ou pelo menos ao final do ano:

Sente-se em frente ao seu jardim e acesse sua gratidão. Agradeça pelas coisas mais valiosas que você tem na vida, que muitas vezes são as mais simples!

Agradeça por estar viva/o, por ter saúde, por ter família, amigos, companheiros de jornadas... Agradeça por ter segundas chances! Agradeça por poder ver os acontecimentos com um novo olhar a cada dia. Agradeça por poder amar.

Seu jardim, sendo um pedacinho da natureza, vai sentir tudo isso e retribuir com sua própria saúde e energia.



Que cada dia da sua jornada seja mais abundante e incrível.

Com gratidão, carinho e Luz,

Leticia

11 de novembro de 2015

Os 3 Maiores Erros Cometidos por Quem Faz Jardins em Conserva

Você sabe que trazer jardins para dentro de casa, da nossa vida, traz transformações profundas, né? Eu tenho escrito para você sobre isso em alguns artigos aqui do blog.

Isso é uma tendência atual, contemporânea, uma notícia boa dos novos tempos e não tem como voltar atrás :)

Você pode estar pensando como muita gente... E eu acho que você tem toda razão se estiver pensando que produzir jardins em conserva pode ser um meio viável e barato de encher sua vida de mais verde e bem estar... E até de driblar a crise com uma nova fonte de renda.

Melhor ainda: uma fonte de renda que, além de ser um trabalho que pode ser feito em casa e complementar o orçamento doméstico, ainda pode fazer bem para você que produz e também para quem compra…

Eu sei que você sabe disso, porque está lendo isso aqui, na Peperômia.
E eu tenho uma notícia muito boa para você: durante esta semana você receberá todas as informações de que precisa para concorrer a uma vaga na próxima turma do curso de jardins em conserva, os Jardins Planetinhas!

Essas informações serão enviadas para você por email... Mas somente se você se inscrever aqui.

E enquanto seu próximo email não chega, eu quero compartilhar com você os 3 maiores erros cometidos por quem começa a produzir jardins em vidro de conserva.

Esses erros talvez sejam cometidos pela ansiedade de produzir logo seus
jardins, ou talvez por falta de conhecimento, mesmo…


Mas o problema é que, quando esses erros ocorrem, eles comprometem a saúde e a durabilidade do seu jardim.

Por isso é muito importante atentar a esses 3 fatores:



  • As camadas iniciais

Pode acontecer de, por exemplo, depois que a pessoa baixar a apostila d’O Menor Jardim do Mundo, ela passar a produzir jardins de vários tamanhos utilizando a mesma técnica do menor jardim.

O problema, e talvez isso não esteja muito claro na apostila (por isso ela está passando por uma revisão) é que para cada tamanho de jardim existe uma técnica aprimorada de preparo, antes de receber a planta.

E, quanto maior o jardim, mais um detalhe é adicionado à tecnica.

O tamanho tão reduzido d’O Menor Jardim do Mundo permite que ele seja realmente muito simples de ser construido. Mas se você usar só aquela técnica para montar jardins maiores, pode ser que sua durabilidade seja bem pequena e as plantar venham a perder a vida em um intervalo de tempo muito, muito rápido, enquanto que, se aplicada a técnica certa, elas poderiam durar bastaaaante tempo… Meses… Às vezes anos!



  • A escolha da planta

Quando você monta o seu jardim em um vidro de conserva, que vai ficar fechado, como um planetinha, a escolha acertada das plantas que serão usadas é um ponto primordial.

Há plantas de diversos tipos e de diversos tamanhos que às vezes despontam como indicadas para se montar jardins… Mas, se você não fizer a composição correta, seu jardim está fadado ao fracasso.

Há muitas possibilidades de escolha, mas o conhecimento de cada planta e a forma como você vai escolher o vidro e prepará-lo para receber a plantinha faz toda a diferença para o resultado final duradouro.




  • O transporte

Apesar de não parecer nenhum segredo, o transporte dos jardins em vidro de conserva é um detalhe delicadíssimo em seus primeiros tempos de vida.

Após um ano ou mais, se tiver um jardim estabelecido e saudável, até virar seu vidro de cabeça para baixo você pode!

No entanto, logo que seu jardim é feito, ele pode se desmanchar por qualquer batida ou trepidação. Então tem que ser mantido sempre na vertical e ser transportado com muito cuidado!

Além desses 3 fatores importantíssimos para você dar foco ao construir seus
jardins Planetinhas, também há vários outros fatores valorosos a que você tem
que dar especial atenção para que você construa jardins realmente balanceados,
harmoniosos e artísticos, como as proporções entre as partes, os ítens empregados, a quantidade de água, de luz…


É por isso que nós listamos e explicamos tudinho, com os mínimos detalhes, no curso de Jardins Planetinhas / Jardins em Conserva da Peperômia Urbana. 

Estamos cuidando dos últimos ajustes para que você possa concorrer a uma
vaga na próxima turma e começar a viver com muito mais verde e vida à sua volta… 


O que é muito do bem.


Tudo isso sem contar o potencial que seu jardim tem para transformar a energia
de um espaço e, principalmente, para ser um instrumento para transformar a sua energia, lhe trazer mais equilíbrio, tranquilidade e saúde. Uma válvula de escape que lhe alimenta de energia e positividade.


São muitas coisas boas que você pode colher a partir dos Jardins Planetinhas

E eu acredito que você merece isso e muito mais…


"Gostei imensamente da experiência e fiquei horas dedicada a esta tarefa encantadora e delicada!
Grata pela sua atenção e cuidado!
É incrível como você passa a fazer parte das horas mais especiais dos nossos dias!​"​
-
Gaby Costa, aluna do curso online de Jardins Planetinhas da Peperômia Urbana



Então increva-se aqui e aguarde o próximo email que eu lhe conto como você vai poder fazer parte desse grupo seleto de pessoas que vai passar a trazer essa realização para pertinho de si e encher de verde o seu coração e a sua vida… O curso será online para que você possa fazer a partir de sua própria casa, na cidade em que você estiver ;)


>>>Mais informações sobre o curso


Até jajá!

Um abraço de Luz,

Leticia Momesso
Criadora e Idealizadora da Peperômia Urbana
Jardins que Fazem Bem e Cabem em Qualquer Lugar

Você Também Pode Fazer Jardins Planetinhas


“Conhecer a Peperômia foi um chamado da terra para mim” - Violeta Dib

Você sabe o que um jardim tem a ver com a dose de paz, saúde e sucesso que você pode alcançar na sua vida?

“Desde que acostumadas a uma pessoa, as plantas parecem capazes de manter com ela uma ligação sólida, onde quer que essa pessoa esteja, mesmo perdida na multidão.”
Esse é um trecho do livro “A Vida Secreta das Plantas”, de Peter Tompkins e Christopher Bird, escrito após uma série de pesquisas científicas com eletrodos ligados às plantas…



Se você tem uma planta, você nunca está sozinha/o!




Talvez você seja como um de nós aqui da Peperômia... você mora em uma cidade grande como São Paulo, tem uma ‘vida super corrida’... ou mora em um apartamento pequeno demais para ter jardim...


Ou quem sabe não seja nem um nem outro, mas é uma daquelas pessoas que sempre que precisa presentear alguém, busca fazê-lo com algo diferente, cheio de significado… E você não encontra muitos produtos que são realmente feitos com carinho


Ou você pode estar buscando uma maneira de ter uma renda extra, com algo que, ao mesmo tempo que lhe traz dinheiro, lhe faz bem :)


Eu sei como é estar nessa posição, eu mesma já passei por momentos assim… Então eu sei que é para você que eu faço meu trabalho quando crio a Peperômia. É para você que desenvolvo os Jardins que Fazem Bem e Cabem em Qualquer Lugar e os coloco no mercado há mais de três anos.
E quem conhece a Peperômia sabe que eu amo o que faço…
Talvez seja por isso que tantas pessoas me pedem para conhecer de perto esse momento quando os jardins estão sendo feitos… Talvez esse carinho fique aparente para algumas pessoas, quando vêem um dos nossos Jardins Planetinhas.




Exatamente por ser algo que considero tão especial, que sinto fazer tão bem, que acabei cedendo aos pedidos... Então resolvi lhe fazer este convite…


Uma oficina em que você acompanha de perto cada passo que damos na montagem de nossos jardins…


E mais: Você confeccionará seu próprio Jardim Planetinha / Jardim em Conserva, personalizado…


Mais ainda: Nós compartilharemos com você o que não dividimos com ninguém... Cada detalhe, cada item e cada princípio que usamos para fazer nossos próprios jardins; para que você possa obter com seu jardim o máximo de harmonia e equilíbrio que uma mini paisagem pode oferecer.


Além disso, faremos juntos as práticas que nos levam a atingir um estado elevado de vibração energética, para que seu jardim seja carregado de energia e se torne uma fonte de bem estar, para recarregar as energias do seu dia a dia.


“Eu encontrei [no workshop da Peperômia] a vontade de me reerguer, de começar outra vez a vida.” - Anna Ribeiro




“Não há dúvida de que o homem pode se comunicar, e de fato se comunica, com os seres vegetais. As plantas são objetos vivos, sensitivos, enraizados no espaço. Podem ser cegas, surdas e mudas, do ponto de vista humano, mas estou absolutamente convencido de que são instrumentos de alta sensibilidade para medir as emoções do homem. As plantas irradiam forças energéticas que nos são benéficas e que podemos sentir. Elas se alimentam em nosso próprio campo de força, o qual, por seu turno, se reabastece de energia” [Marcel Vogel - no livro: A Vida Secreta das Plantas]


Se você dedica amor a algum ser vivo, então você se enche de amor. O amor preenche a quem o recebe tanto quanto a quem o emana.


Você já deve saber por que isso é tão importante...


Afinal, a gente nasce para ser feliz.


A vida é o que nos acontece todos os dias! A vida são as experiências que temos em cada momento, de dia e de noite, de segunda a domingo...


Então eu estou escrevendo porque vou compartilhar com você como as plantas me ajudaram a sair de uma vida extremamente entediante e passar a viver cada momento como uma oportunidade.


E se você parar para pensar, cada momento da vida é único, pois o tempo não volta… E só por isso cada momento, por si só, já é especial.


Quanto mais nós entramos em contato com a natureza, mais próximos nós ficamos de nosso equilíbrio. Quanto mais próximos de nossa própria natureza interna, maior o nosso estado de contentamento. Isso, por sua vez, aumenta nossa saude, nosso bem estar, melhora nossos relacionamentos e nos traz tantas outras qualidades de uma vida feliz.


Você pode achar que isso é misticismo, mas na realidade há estudos científicos em mais de dez países no mundo que ligam diretamente a relação com áreas verdes à qualidade de vida das pessoas.


Como uma pesquisa feita no Reino Unido, que conclui que a exposição das pessoas a áreas verdes aprimora o bem estar tanto momentaneamente quanto a longo prazo, diminuindo os níveis de ansiedade e depressão.


Ou um estudo feito na Hawaí que diz:


“Foi demonstrado que plantas em espaços de estar e de trabalho tem um efeito benéfico mensurável nas pessoas. Benefícios que foram documentados onde plantas são inseridas ao local de trabalho incluem melhoria no estado de espírito dos funcionários, aumento da produtividade e redução de faltas.”


Meu sonho é que toda e qualquer pessoa possa usufruir desse benefício que é ter um jardim por perto. A Peperômia é a forma que eu encontrei para compartilhar esse sonho e ver cada vez mais pessoas, assim como você, alcançando a saude e o bem estar nos grandes centros urbanos.


Mesmo que não tenha muito espaço,
Mesmo que não tenha muito tempo,
Mesmo que não tenha jeito para cuidar de plantas...


Você também pode ter plantas e merece ser mais feliz.


Uma vez que você tenha aprendido a técnica inicial para fazer um Jardim Planetinha, você poderá exercitar sua criatividade “reciclando” os diversos vidros de conserva que vem para sua casa com azeitonas, palmito e outros alimentos.


Paralelamente, você poderá transformar essa atividade extremamente prazerosa em uma atividade rentável, visto que mini jardins são a solução para trazer o verde para áreas internas, tanto de residências como de escritórios, mesmo para pessoas que nunca se lembram de regar as plantas…


Pois Jardins Planetinhas são auto-irrigáveis. Os cuidados para mantê-lo vivo são mínimos e eles são, com certeza, os jardins mais fáceis do mundo de se manter vivos.





Esses mini jardins também podem ser, como em geral são, um chamariz para o olhar de todo mundo... E são apaixonantes, mesmo para quem olha de relance. São presentes imbatíveis e inesquecíveis.


Talvez você mesma/o tenha se apaixonado, ou tido uma ignição de curiosidade extrema, quando viu seu primeiro jardim da Peperômia…


"Um dos melhores presentes que eu podia dar. Não é só um jardim em conserva, é o valor de vida que é transmitido" - Joici Ohashi


Isso acontece quando eles são bem feitos e estão bem equilibrados...E durante o curso você vai aprender quais são os principais pontos, o que deve ser feito e o que deve ser evitado para que seu jardim alcance o equilíbrio e o balanço ideais.


"A oficina de Jardins em Conserva foi Maravilhosa. Eu já sabia que ia gostar, mas não sabia que era tanto. Tem essa coisa de trabalhar o amor, trabalhar energia, a harmonia, o bem estar... Então transcende a questão do jardim e passa para a nossa vida. Realmente fantástico. " - Gustavo Maia


No curso também serão transmitidas informações como quais locais em que você pode encontrar as matérias primas necessárias, dicas de limpeza e reutilização de vidros e tudo o que você precisa saber para ser um/a multiplicador/a de bem estar em forma de jardins.



Então, com um pouco de dedicação e organização, em pouco tempo você também poderá se transformar em um/a propagador/a de bem estar, distribuindo vida... E, se quiser, ainda pode ser remunerada/o por isso :)


Nesta oficina você aprenderá:


  • Quais os materiais básicos que você necessita para montar seu Jardim em Conserva;
  • Onde encontrar esses materiais;
  • Quais materiais podem ser substituidos por algo que você talvez já tenha em casa;
  • Qual a ordem correta de utilizá-los;
  • Quais materiais devem ser evitados;
  • Quais as plantas mais indicadas para a confecção dos jardins;
  • Quais plantas devem ser evitadas;


Além disso, também serão transmitidas:


  • Noções básicas de paisagismo aplicadas aos minijardins;
  • Noções básicas da proporção mais importante da natureza, que traz beleza e equilíbrio às composições e obras de arte;
  • Práticas de relaxamento mental e elevação da vibração energética;
  • Técnica para energizar seu jardim e para que ele lhe energize de volta;
  • Quais as maiores dificuldades e erros mais comuns - e como evitá-los;


Mão na massa: Durante a oficina, você desenvolverá


  • Um jardim Planetinha pequeno logo no início;
  • Jardins Planetinhas Médios, Grandes e de todos os tamanhos que você quiser;


Bônus:
  • Vários Bônus Surpresa

Todas as informações complementares você encontra na aula de abertura, que é gratuita.




A Peperômia foi criada para ser o convite que faço a você, para experimentar uma vida mais plena e cheia de amor, com muito mais significado, como é para mim e para as dezenas de pessoas que já tiveram suas vidas transformadas.



Venha fazer parte deste grupo pequeno e seleto de pessoas que virão a conhecer os segredos por trás do sucesso dos Jardins da Peperômia. As vagas são limitadas, então garanta a sua!


*O amor, o carinho e a troca são a nutrição de nosso espírito.*



Inscreva-se, Reserve sua Vaga e Seja bem Vinda/o!!   :)





Um abraço de Luz,


Leticia Momesso