11 de novembro de 2015

Os 3 Maiores Erros Cometidos por Quem Faz Jardins em Conserva

Você sabe que trazer jardins para dentro de casa, da nossa vida, traz transformações profundas, né? Eu tenho escrito para você sobre isso em alguns artigos aqui do blog.

Isso é uma tendência atual, contemporânea, uma notícia boa dos novos tempos e não tem como voltar atrás :)

Você pode estar pensando como muita gente... E eu acho que você tem toda razão se estiver pensando que produzir jardins em conserva pode ser um meio viável e barato de encher sua vida de mais verde e bem estar... E até de driblar a crise com uma nova fonte de renda.

Melhor ainda: uma fonte de renda que, além de ser um trabalho que pode ser feito em casa e complementar o orçamento doméstico, ainda pode fazer bem para você que produz e também para quem compra…

Eu sei que você sabe disso, porque está lendo isso aqui, na Peperômia.
E eu tenho uma notícia muito boa para você: durante esta semana você receberá todas as informações de que precisa para concorrer a uma vaga na próxima turma do curso de jardins em conserva, os Jardins Planetinhas!

Essas informações serão enviadas para você por email... Mas somente se você se inscrever aqui.

E enquanto seu próximo email não chega, eu quero compartilhar com você os 3 maiores erros cometidos por quem começa a produzir jardins em vidro de conserva.

Esses erros talvez sejam cometidos pela ansiedade de produzir logo seus
jardins, ou talvez por falta de conhecimento, mesmo…


Mas o problema é que, quando esses erros ocorrem, eles comprometem a saúde e a durabilidade do seu jardim.

Por isso é muito importante atentar a esses 3 fatores:



  • As camadas iniciais

Pode acontecer de, por exemplo, depois que a pessoa baixar a apostila d’O Menor Jardim do Mundo, ela passar a produzir jardins de vários tamanhos utilizando a mesma técnica do menor jardim.

O problema, e talvez isso não esteja muito claro na apostila (por isso ela está passando por uma revisão) é que para cada tamanho de jardim existe uma técnica aprimorada de preparo, antes de receber a planta.

E, quanto maior o jardim, mais um detalhe é adicionado à tecnica.

O tamanho tão reduzido d’O Menor Jardim do Mundo permite que ele seja realmente muito simples de ser construido. Mas se você usar só aquela técnica para montar jardins maiores, pode ser que sua durabilidade seja bem pequena e as plantar venham a perder a vida em um intervalo de tempo muito, muito rápido, enquanto que, se aplicada a técnica certa, elas poderiam durar bastaaaante tempo… Meses… Às vezes anos!



  • A escolha da planta

Quando você monta o seu jardim em um vidro de conserva, que vai ficar fechado, como um planetinha, a escolha acertada das plantas que serão usadas é um ponto primordial.

Há plantas de diversos tipos e de diversos tamanhos que às vezes despontam como indicadas para se montar jardins… Mas, se você não fizer a composição correta, seu jardim está fadado ao fracasso.

Há muitas possibilidades de escolha, mas o conhecimento de cada planta e a forma como você vai escolher o vidro e prepará-lo para receber a plantinha faz toda a diferença para o resultado final duradouro.




  • O transporte

Apesar de não parecer nenhum segredo, o transporte dos jardins em vidro de conserva é um detalhe delicadíssimo em seus primeiros tempos de vida.

Após um ano ou mais, se tiver um jardim estabelecido e saudável, até virar seu vidro de cabeça para baixo você pode!

No entanto, logo que seu jardim é feito, ele pode se desmanchar por qualquer batida ou trepidação. Então tem que ser mantido sempre na vertical e ser transportado com muito cuidado!

Além desses 3 fatores importantíssimos para você dar foco ao construir seus
jardins Planetinhas, também há vários outros fatores valorosos a que você tem
que dar especial atenção para que você construa jardins realmente balanceados,
harmoniosos e artísticos, como as proporções entre as partes, os ítens empregados, a quantidade de água, de luz…


É por isso que nós listamos e explicamos tudinho, com os mínimos detalhes, no curso de Jardins Planetinhas / Jardins em Conserva da Peperômia Urbana. 

Estamos cuidando dos últimos ajustes para que você possa concorrer a uma
vaga na próxima turma e começar a viver com muito mais verde e vida à sua volta… 


O que é muito do bem.


Tudo isso sem contar o potencial que seu jardim tem para transformar a energia
de um espaço e, principalmente, para ser um instrumento para transformar a sua energia, lhe trazer mais equilíbrio, tranquilidade e saúde. Uma válvula de escape que lhe alimenta de energia e positividade.


São muitas coisas boas que você pode colher a partir dos Jardins Planetinhas

E eu acredito que você merece isso e muito mais…


"Gostei imensamente da experiência e fiquei horas dedicada a esta tarefa encantadora e delicada!
Grata pela sua atenção e cuidado!
É incrível como você passa a fazer parte das horas mais especiais dos nossos dias!​"​
-
Gaby Costa, aluna do curso online de Jardins Planetinhas da Peperômia Urbana



Então increva-se aqui e aguarde o próximo email que eu lhe conto como você vai poder fazer parte desse grupo seleto de pessoas que vai passar a trazer essa realização para pertinho de si e encher de verde o seu coração e a sua vida… O curso será online para que você possa fazer a partir de sua própria casa, na cidade em que você estiver ;)


>>>Mais informações sobre o curso


Até jajá!

Um abraço de Luz,

Leticia Momesso
Criadora e Idealizadora da Peperômia Urbana
Jardins que Fazem Bem e Cabem em Qualquer Lugar

Nenhum comentário:

Postar um comentário